Confessa pra gente: chega quarta-feira após o almoço, você deu uma pausa depois de uma manhã agitada no trabalho ou cheia de conteúdos na faculdade… Vem aquele pensamento universal – o que fazer no final de semana? 

Você já conhece todos os parques da cidade e já zerou a maratona de séries na Netflix. Como sair da rotina??? Viaje mais!

Para te ajudar em uma programação do jeitinho que a gente gosta – boa&barata – a Fully Viagens preparou uma lista com 4 destinos para que você viaje no final de semana. Confira!

Paraty e Trindade, RJ

Na lista dos melhores lugares para viajar, jamais deixaríamos de lado Paraty e Trindade! As duas pequenas cidades localizadas no Rio de Janeiro estão a apenas 260 km de São Paulo. 

Por isso, vale a pena se aventurar no final de semana para conhecer as lindas águas de Trindade e um pouquinho sobre a história de Paraty

Você não vai perder a oportunidade de visitar duas cidades encantadoras de uma vez em uma viagem curtinha saindo de SP, certo?!

Búzios e Arraial do Cabo, RJ

Viajar para a Região dos Lagos é uma opção para, basicamente, todas as épocas do ano! Faça sol, faça chuva, faça neve, faça praia!

Isso porque, na primavera-verão, o clima fica perfeito para aproveitar não só a água salgada, como as inúmeras atividades locais. O passeio de escuna em Arraial do Cabo e o passeio de buggy em Búzios são atrativos imperdíveis para conhecer amplamente as cidades!

Outro ponto forte da cultura local é a vida noturna agitada! E, aqui, entra uma grande vantagem da cidade, pois dá pra curtir Búzios/Arraial no outono-inverno com as diversas opções de restaurantes e atrativos ao longo da Orla Bardot, na Rua das Pedras.

Leia mais sobre a noite em Búzios.

Além disso, para os que não gostam muito de frio, as temperaturas dificilmente ficam abaixo dos 16°C. 

Capitólio, Minas Gerais

Engana-se quem pensa que Minas Gerais não tem mar! A pequena cidade de Capitólio supre a falta de praia com seus maravilhosos lagos artificiais e cânions.

Com trilhas tranquilas e rápidas, ao subir ao Canyons de Furnas para apreciar a paisagem e depois dar um pulinho na Cachoeira da Diquadinha, do outro lado da rodovia, você saberá que sua viagem a Capitólio valeu a pena.

Curitiba e Morretes

Que tal conhecer uma das capitais mais amadas por seus moradores e, principalmente, visitantes? Assim é Curitiba, PR: cheia de atrativos para todos os públicos, além de um desenvolvimento continuamente exemplar!

Mas, além de conhecer o Jardim Botânico, a Ópera de Arame, o Hard Rock Café local e os principais pontos turísticos de Curitiba, a gente quer te convidar para outra aventura. Bora conhecer Morretes?

Através de um passeio de trem bate e volta. conhecemos a cidade de origem do Barreado, prato típico do Paraná. Além disso, durante todo o trajeto nos encantamos com paisagens inesquecíveis!

Vamos, guri(a)?!

Lugares para viajar no final de semana em SP

Todas as viagens citadas acima são rápidas e com duração máxima estimada em 6h30 – bem tranquilinhas de fazer em dois dias!

No entanto, se você procura lugares para viajar em SP no final de semana, aqui vão algumas dicas:

  • Campos do Jordão: esse é um dos destinos preferidos quando o assunto é “lugares para viajar a dois”. Seja durante a alta temporada de inverno ou para apreciar a decoração de Natal da cidade, Campos do Jordão é inesquecível!
  • Ilha das Couves: no litoral norte de SP, a Ilha das Couves é praticamente mística, sendo um lugar paradisíaco e repleto de natureza e paisagens exuberantes!
  • Caverna do Diabo: essa trip promete impressionar. Com uma experiência que, provavelmente, você ainda não viveu, a visitação à Caverna do Diabo traz um ar de mistério e história! Além disso, o percurso ao Vale das Ostras apresenta paisagens encantadoras, como a Cachoeira do Meu Deus – e… meu Deus, que lugar! <3
  • São Roque: por fim, e não menos especial, você pode dar um pulinho em São Roque para conhecer a Rota do Vinho ou se aventurar nas atrações do Ski Mountain Park

Viajar é preciso!

Se você ainda não sabia para onde viajar em um final de semana, agora ficou um pouquinho mais fácil, não é mesmo?!

Viajar é preciso e faz bem para o corpo e a mente. Seja uma viagem bate e volta ou um pacote de fim de semana, o que é importa é deixar a rotina de lado, arrumar as malas e cair no mundo! E aí, você vem com a gente? #VemDeFully

Situada em Cabo Frio, a Ilha do Japonês é um dos locais mais procurados por turistas que desejam um recanto de tranquilidade na Região dos Lagos. 

Mesmo sendo um charmoso pedaço de floresta localizada no interior do canal do Itajuru, todo seu entorno é chamado de “Ilha do Japonês”, levando em direção à Praia Brava.

Quer saber mais sobre as águas rasas e transparentes deste destino? Confira a seguir com a Fully! 

Um pouco de história

Apelidada de Ilha do Japonês não por qualquer motivo, esta ilha artificial foi criada para facilitar o escoamento do pescado na região. 

Seu nome provém da história de um homem que viveu na ilha e que tinha traços orientais, chamado Itso Kawawa, nascido em Yokohama, Japão.

Itso Kawawa faleceu em 1992 e foi sepultado no cemitério Santa Isabel, localizado na cidade de Cabo Frio.

Mas o que há por lá?

É neste pequeno trecho de Cabo Frio que você encontrará a paz que precisa para curtir as suas férias.

É possível aproveitar aperitivos e drinks à beira-mar nos quiosques espalhados pela região, além de curtir águas calmas e cristalinas.

Se você está viajando com crianças, a Ilha do Japonês é um prato cheio, já que suas águas rasas e sem ondas reduzem os riscos da brincadeira dos pequenos.

Para completar, dá para pegar algumas trilhas e conhecer pontos ecológicos maravilhosos, fechando com um pôr do sol que é simplesmente um espetáculo.

Como chegar até a Ilha do Japonês

O acesso até a Ilha do Japonês se dá pelo Bairro da Ogiva, logo após a Rua dos Biquínis.

Se você está no centro de Cabo Frio, é necessário atravessar o canal pela ponte Feliciano Sodré e seguir as placas em direção ao Peró.

Chegando ao bairro, deve-se pegar a Avenida Marlin e depois a Avenida dos Espadartes. 

Grande parte do trajeto é asfaltada, mas, chegando próximo à Ilha do Japonês, haverá um trecho de estrada de terra.

Se preferir, também dá pra pegar um barquinho que te deixará lá por 5 ou 10 reais, dependendo da época do ano. 

Leia também: Férias na Região dos Lagos, RJ: o que fazer?

Dica importante!

Vale lembrar que, por estar em Cabo Frio, a Ilha do Japonês está em alta no verão.

Por este motivo, recomendamos fazer o seu passeio por lá durante a baixa temporada, ou a experiência pode não ser muito agradável devido ao grande fluxo de pessoas.

Não deixe de visitar este paraíso com a Fully

Já está arrumando as malas pra ir pra Cabo Frio?

Então não perca tempo e corra pra nossa seção de pacotes para planejar aquele final de semana inesquecível com a Fully! <3

Trindade é um dos mais bonitos cartões-postais de Paraty, no litoral sul do Rio de Janeiro.

A vila de pescadores é um dos melhores roteiros para os mochileiros e surfistas, que dão um toque roots à paisagem.

No post de hoje, vamos falar um pouquinho sobre a história da cidade e o que há de bom para fazer por lá caso você decida visitar em sua próxima trip. Vem com a Fully!

Onde fica Trindade?

Situada a poucos quilômetros de Paraty, Trindade faz parte da Área de Proteção Ambiental do Cairuçu.

Como uma vila de pescadores, isolada da civilização, nasceu a vila de Trindade. 

Por trás de sua história estão muitas lendas de piratas e tesouros escondidos, mas o fato mais importante do vilarejo é que é uma região caiçara de pescadores, que já enfrentaram o poder do dinheiro e das armas, tendo que pôr em prova sua capacidade de organização.

Na década de 70, uma multinacional apareceu, cobrando o direito de posse da área para a construção de um condomínio de luxo. Porém, a população reagiu, com o apoio de intelectuais e artistas que, juntos, venceram uma luta na justiça, mantendo a posse das terras.

Suas praias são bem preservadas e algumas delas não possuem quiosques e barracas, apenas águas cristalinas, que são um dos grandes charmes do destino.

A vila é pequena e é possível explorar o centro a pé. Muitos turistas fazem bate-volta a partir de Paraty, o que também é um programa bem bacana, já que dá pra caminhar pelas praias mais próximas e conhecer um pouquinho de cada uma.

A Rua Principal

A Rua Principal é onde as coisas acontecem. A maioria dos restaurantes, bares, lanchonetes, pousadas e estacionamentos (SÃO MUITOS) ficam lá.

Se você pensa em passar alguns dias por lá, recomendamos escolher uma hospedagem com estacionamento gratuito, já que estacionar nas ruas é complicado e o valor dos estacionamentos é alto.

Praia do Rancho

A Praia do Rancho fica bem perto do ponto de ônibus para quem chega na vila.

Dá para chegar lá tanto pelo estacionamento, quanto pela estrada ao lado.

Famosa por seus quiosques, bares e grande movimentação, é uma das praias mais agitadas de Trindade. Porém, o valor para passar o dia por lá é um pouco alto, já que algumas barracas possuem valor mínimo de consumo para o uso de mesas e espreguiçadeiras, podendo chegar a R$100,00 por pessoa. (!!!)

Mas calma, não se desespere. Alguns cobram apenas 10% pelo consumo de bebida e comida.

Praia do Meio

A Praia do Meio é a mais famosa e também a mais cheia de Trindade.

Seu nome foi dado pois as rochas “fecham” a praia tornando as ondas mais tranquilas e formando uma moldura para as praias ao lado. 

Para chegar lá, basta atravessar uma rua de terra batida que pode ser encontrada a partir da Praia do Rancho ou do “centro” da Vila. 

Para quem está com crianças, é a melhor opção, pois todos se divertem, a paisagem é linda e há vários quiosques para as refeições.

Praia do Cachadaço

Considera a mais linda das praias de Trindade, o Cachadaço exige um pouco de esforço para ser acessada.

Atravessando a praia do meio, você precisará cruzar um riacho e pegar uma trilha que sobe a encosta.

A trilha não é difícil, mas é uma subida cansativa para quem não está acostumado. No meio do caminho, é possível ver de cima toda a orla do vilarejo. 

Passando pela trilha, você chegará à Praia do Cachadaço. Para os amantes de praias menos movimentadas ou até mesmo desertas, não existe opção melhor, basta obedecer as placas e não deixar o seu lixo por lá. Cada um fazendo sua parte, essa maravilha da natureza permanece intacta.

Partiu Trindade?

Depois desse post, temos certeza de que você já está pensando no planejamento da sai viagem, não é?

Não perca tempo e corra pra nossa seção de pacotes para Paraty e Trindade, com certeza a Fully possui a melhor opção para você aproveitar as belezas dessas cidades ao máximo! <3

Se você está buscando um lugar repleto de beleza natural para sua próxima viagem, a Praia do Arpoador no Rio de Janeiro é o roteiro perfeito.

Localizada entre a Praia do Diabo e Ipanema, o local é simplesmente sensacional para se admirar o pôr do sol, fazer passeios noturnos e mergulhar nas águas.

Por esse motivo, a Fully preparou uma lista de motivos pra te encorajar a conhecer as maravilhas dessa praia pessoalmente. Vamos lá!

O que fazer por lá?

A praia em si é calma e uma ótima pedida para quem gosta de se aventurar a entrar na água, exceto em dias de muita chuva. 

Além disso, há dezenas de bares e quiosques ao redor do calçadão. Ou seja, dá pra curtir aquele mergulho e ainda aproveitar petiscos de qualidade à beira-mar.

Se você tem talento para o Surfe, nos dias com ondas maiores, rolam até mesmo campeonatos amadores.

Se não estiver afim de colocar os pés na areia, existe ainda a pista de skate do bairro, cenário incrível para tirar fotos do oceano.

Leia também: Rio de Janeiro: dicas sobre a cidade maravilhosa

Passeios noturnos

Uma outra característica marcante desta praia é que o fluxo de pessoas continua alto mesmo durante a noite, devido à sua iluminação natural e ambiente propício às reuniões com amigos e rodas de violão.

Os quiosques seguem abertos no período noturno, te forçando a fugir da dieta querendo ou não. (AH!)

O famoso pôr do sol na Pedra do Arpoador

O pôr do sol no Arpoador é simplesmente uma maravilha da natureza, acompanhado todos os dias por vários turistas e moradores de cima da Pedra do Arpoador.

A Pedra do Arpoador fica localizada no início da Praia de Ipanema e é, provavelmente, o lugar mais famoso do Rio de Janeiro quando se fala em aproveitar um belíssimo pôr do sol.

No verão, o sol costuma desaparecer do céu entre as 19:00hs e 19:30hs. 

Cerca de uma hora antes disso, as pessoas começam suas movimentações para acompanharem a linda vista que se projeta no horizonte.

Se estiver por lá, você será capaz de ver, fotografar e testemunhar o sol laranja brilhando sobre o Oceano Atlântico, além do céu colorido refletido sobre o mar que cria uma das paisagens mais bonitas do Rio de Janeiro.

Pronto para mergulhar nas águas do Arpoador?

Fala a verdade: você já se imaginou curtindo tudo que o Arpoador pode oferecer, né? Fica tranquilo, a gente sabe como é!Agora que você já está no gás pra viajar pra lá, acesse a seção exclusiva de pacotes e defina a data da sua trip com a Fully! <3

Para você que não conhece ou apenas ouviu falar, saiba que Monte Verde é um prato cheio não só para os casais apaixonados, mas também para os aventureiros. 

Além de restaurantes e chalés aconchegantes, o vilarejo conta com diversas opções de trilhas, que vão do nível iniciante ao avançado — quase todas dentro da Serra da Mantiqueira.

Por isso, a Fully fez uma lista com os principais pontos turísticos de Monte Verde, a cidadezinha mineira cheia de encantos. Confere com a gente!

Trilha do Pinheiro Velho

Se você adora trilhas, mas não se considera um Bear Grylls, a melhor opção é a Trilha do Pinheiro Velho.

Você pode chegar lá usando um dos 5 pontos de partida espalhados pelo centro do distrito. O principal deles é em frente à fábrica de chocolates Gressoney.

Partindo de lá, você vai andar uns 200 metros até encontrar Pinheiro Velho, uma araucária de cerca de 500 anos e aproximadamente 1,70m de diâmetro.

Chapéu do Bispo e Platô

Agora, se você busca uma trilha mais longa e uma vista de tirar o fôlego, vá até a Av. das Montanhas.

Lá, você chegará ao estacionamento e ao portal que marca o início das trilhas da Pedra Redonda e Pedra Partida (falaremos delas em seguida).

Um pouco antes do portal, há uma entradinha sinalizada com placas que indicam o trajeto para o Chapéu do Bispo e Platô. Ambas são trilhas de fácil acesso.

O Chapéu do Bispo recebeu seu nome porque o ponto final é uma pedra que lembra o chapéu que bispos usam (COMO ALGUÉM PODERIA IMAGINAR?). O caminho tem cerca de 700 metros e pode ser percorrido tranquilamente em uma hora.

Chegar à pedra é bem simples, mas, para ir até o topo, é necessário ter habilidade e força suficiente para escalar. 

Um pouco à frente do Chapéu do Bispo, encontra-se o Platô.

O Platô é uma grande rocha plana onde você será capaz de ver toda a região de cima. Dá pra ver até São José dos Campos lá do alto! 

Pedra Redonda e Pedra Partida

Pedra Redonda é uma das trilhas mais bonitas de Monte Verde, mesmo estando a apenas 1990m de altitude (outros pontos chegam a mais de 2000m).

Chegar ao topo dela exige um pouco mais de esforço, já que a subida possui alguns trechos mais íngremes. Porém, a vista de cima é algo que, com certeza, você vai querer ter na sua caixinha de lembranças.

A mesma trilha que leva à Pedra Redonda também leva à Pedra Partida

No entanto, a Pedra Partida proporciona uma vista a 2050 metros de altura. O trajeto é mais longo, mas as subidas são mais fáceis. Do cume dá para ver até mesmo a região de Campos do Jordão.

Aventure-se e aproveite um bom fondue em Monte Verde

Depois daquela boa dose de aventura durante o dia, a cidade com certeza vai te conquistar com seus restaurantes e arquitetura europeia à noite.

São diversas opções de bares, cafés e experiências gastronômicas deliciosas, que fazem os principais pontos turísticos de Monte Verde a união perfeita entre o contato com a natureza e o clima perfeito para uma viagem romântica. Fique de olho nos próximos pacotes da Fully Viagens. Quem sabe você não decide se aventurar por lá na sua próxima trip? <3

Do agito das baladas à calmaria beira-mar: a noite em Búzios é a opção certa para todos os gostos.

Isso porque o centro de Búzios tem uma ampla variedade de coisas para fazer e, ainda, fica bem pertinho do mar!

Quer conhecer um pouquinho melhor o que a noite de Búzios, RJ, reserva para sua visita? Acompanha com a gente! 😉

O que fazer em Búzios a noite

Como mencionamos, o centrinho tem diversas opções para todos os gostos.

Lá você encontrará bares com música ao vivo, baladas para todos os estilos e restaurantes de diversos tipos de culinária. Japonesa, mexicana, brasileira, francesa e contemporânea — uma verdadeira gastronomia cosmopolita. 

Portanto, opções de restaurantes em Búzios não faltarão em sua trip! 

Rua das Pedras em Búzios

Sabe aquela ruazinha que toda cidade tem, onde você encontra de tudo? Lembrancinhas para amigos e família, doces locais, artesanato e inúmeras lojinhas? Em Búzios, esse lugar é a Rua das Pedras.

Essa rua é tão importante, que podemos dizer que a cidade foi desenvolvida em torno dela. Afinal, este é um dos principais pontos turísticos de Búzios à noite.

Conheça a história da Rua das Pedras em Búzios

Uma dica especial ao passear por essa rua é visitar a Chez Michou, uma creperia cujo ambiente é mega descolado e conta com muito agito. São mais de 50 opções de crepes, entre doces e salgados! O local funciona diariamente das 12h até o último cliente (♥), exceto às quartas, onde o funcionamento começa às 17h.

Baladas de Búzios

Afirmamos e reafirmamos: Búzios é para todos os gostos! Por isso, as baladas também contemplam os mais variados estilos para quem gosta de curtir a noite de forma mais agitada. 

A cidade conta com casas noturnas bem famosas, como a Privilège, Anexo Bar, Zapata, Silk Beach Club, entre inúmeras outras.

Mas uma dica bastante importante que precisamos mencionar é que, principalmente em feriados e épocas de férias, essas baladas são bastante cheias. Portanto, procure checar as programações de cada uma em seus respectivos sites para se organizar e escolher a opção perfeita para sua noite.

Curta a noite em Búzios com a Fully Viagens

Pode confessar, bateu aquela vontade de curtir a noite buziana, né?! A gente sabe como é!

Portanto, o próximo passo é bem simples: acesse nossa seção exclusiva de pacotes para viagem e escolha a melhor data para sua trip. E aí, bora? <3

Quando pensamos em aproveitar o tempinho livre, uma viagem bate e volta parece a solução perfeita, não é mesmo?! Mas será que vale a pena conhecer lugares como Búzios, Capitólio e Paraty tão rapidinho?

A verdade é que nenhum passeio deve ser descartado — toda fonte de diversão, cultura e entretenimento é mais do que bem-vinda.

Inclusive seguindo essa premissa, a Fully Viagens disponibiliza diversos destinos com opção bate e volta

Porém, a gente também valoriza a construção de memórias inesquecíveis em sua coleção! Lugares como os que citamos merecem um pouquinho mais de tempo para serem visitados. 

E a gente vai te mostrar, um a um, o por quê passar o final de semana nessas cidades cheias de encanto. Confira!

Búzios — história, agitação e águas cristalinas

Búzios é uma cidade localizada na região dos Lagos, no Rio de Janeiro e tem tudo que alguém procura em um só lugar. Para começar, vamos mostrar o principal motivo para tantas visitas: praias que esbanjam encanto aos olhos de qualquer turista!

Para os apaixonados por sol, mar, existem mais de 20 praias apaixonantes em Búzios. De grandes e pequenas extensões, muito ou pouco agito, é impossível não se apaixonar pelas águas buzianas.

Durante o dia, as praias comandam os passeios! Mas a noite em Búzios é incrivelmente agitada. Ao redor da cidade encontramos atrações para todos os públicos, seja tour em família, balada com os amigos e até passeios românticos para os apaixonados.

Além disso, ainda temos a famosa Rua das Pedras no centro. A cidade se desenvolveu econômica e turisticamente ao redor dessa rua, após a visita e declaração de Brigitte Bardot, famosa atriz francesa dos anos 60. Nessa rua estão os principais bares, baladas e comércios da cidade. 

Quer mais razões para viajar para Búzios? Então leia o nosso texto com 5 motivos para conhecer Búzios. Nós amamos esse destino e com certeza você também irá amar. <3

De qualquer maneira vale a pena visitar essa cidade, seja um bate e volta ou uma excursão completa. Porém, para aproveitar a sensação de quero mais, um final de semana nesse paraíso é um ótimo pedido né?

Capitólio — os encantos mineiros

O mar de Minas! <3 Assim é conhecida Capitólio, uma pequena cidade no interior de Minas Gerais que encanta pelas suas cachoeiras e paisagens.

É possível se aventurar em Capitólio de diversas maneiras. Os mirantes chamam a atenção e se tornam o passeio ideal para turistas admirarem a natureza e se aventurar.

A cidade reserva atrativos incríveis, onde é possível atravessar um dos maiores lagos artificiais do mundo na região da Usina de Furnas e ainda subir ao Mirante de Canyons e aproveitar a paisagem para tirar a tradicional foto nos montes!

Algumas pessoas tem um pouco de receio ao pensar em subir o Mirante de Canyons, mas ainda que pareça ser uma escalada perigosa, na realidade é uma trilha bem simples e rápida. Para ninguém perder essa experiência, fizemos um texto com as dicas sobre como subir ao Canyons de Furnas.

Com todos esses atrativos para explorar, é preciso dedicar um tempinho para cada um deles com suas trilhas. Programar um pacote para Capitólio bate e volta pode apressar tanto seu passeio e torná-lo tão cansativo que você nem aproveitará o suficiente! 🙁

Isso sem contar que a excursão para Capitólio com a Fully tem um precinho tão incrível quanto o de um bate e volta. Dá uma olhada clicando aqui.

Paraty — muita história para ouvir

Paraty está localizada entre São Paulo e Rio de Janeiro. Essa é uma cidade rodeada de história e com papel importante no desenvolvimento da economia da região, devido à construção da Rodovia Rio-Santos.

A cidade é um ponto turístico bastante desejado pelos turistas, recebendo milhares deles todos os meses. Não é de espantar, afinal, a região permite relaxar e curtir lindas praias, conhecer toda a história e riqueza cultural e ainda aproveitar diversas atrações.

Leia também: Por que ir para Paraty?

Além disso, o Circuito Caminho de Ouro também promete uma experiência que percorre a Estrada Real — local cheio de variedades gastronômicas e paisagens charmosas.

Uma cidadezinha histórica e com uma culinária única feito Paraty merece uma visita calma e com tempo para conhecer cada pedacinho!

Porque apostar na excursão de final de semana

Além de todas as particularidades de cada um desses lugares, existem outros pontos importantes para optarmos na excursão de final de semana.  

  • Fortalece a economia local: cidadezinhas como essas dependem – e muito – economicamente do turismo. Quando passamos um final de semana, por exemplo, estimulamos toda a estrutura da cidade, desde pousadas à bares e restaurantes. 
  • Mais passeio, menos cansaço: para conhecer todos os pontos turísticos com mais calma e ainda ter um tempinho para descansar, passar o final de semana é a melhor opção. A viagem bate e volta pode ser um pouquinho cansativa, ainda mais em cidades que estão a mais de 5h do destino — afinal, totalizam 10h entre ida e volta. 😰
  • Gaste quase o mesmo que um bate e volta: que os pacotes Fully têm um precinho incrível você já sabe, né?! E é aqui que entra outra grande vantagem: as excursões de final de semana possuem um valor muito próximo ao pacote bate e volta. Portanto, você passa mais tempo, aproveita melhor o local e ainda gasta quase a mesma coisa. 

Viu só como vale a pena se programar para passar um final de semana todinho nesses lugares maravilhosos? 

Então acesse nosso site e veja as próximas datas para essas saídas! <3

Você, que morre de vontade de conhecer ou já é turista apaixonado por Búzios, RJ, com certeza já ouviu falar na Rua das Pedras em Búzios, certo? Sendo o principal ponto turístico da cidade, a ruela está recheada de atrativos!

São lojas, bares, restaurantes — a maior variedade para seus visitantes.

A Rua das Pedras, em si, tem uma pequena extensão de 600 metros, dedicada exclusivamente aos pedestres. No entanto, é uma referência turística tão grande que as outras ruas ao seu redor têm o mesmo dom de encantar os turistas. 

Ao seguir pela margem da Praia da Armação, logo podemos avistar uma grande quantidade de barcos e escunas de passeios pelas praias: ali é considerado o ponto de partida destes.

A Orla Bardot — uma importante atração da Rua das Pedras

A Rua das Pedras é ligada à Orla Bardot. O nome é uma homenagem à francesa Brigitte Bardot, que passou uma temporada em Búzios tentando escapar da atenção da imprensa e ter um pouco de paz em algum lugar sossegado com seu namorado e amigos.

Quando chegou ao Brasil, em 1964, era destaque nos holofotes por estar de férias no Rio de Janeiro. Em Búzios, encontrou o refúgio que procurava. Afinal, ali havia a paz de um vilarejo frequentado e habitado somente por pescadores locais.

No entanto, depois do período que a atriz francesa esteve na cidade, Búzios é quem ganhou a atenção de milhares de pessoas e tornou-se mundialmente conhecida.

Além do nome em comum, na orla Brigitte Bardot também foi erguida uma estátua em homenagem a atriz francesa, retratando o momento em que ela relaxava e a maneira como estava vestida enquanto era fotografada nesse paraíso.  

O desenvolvimento de uma cidade em torno de uma rua

Como mencionamos, desde a visita da atriz Brigitte Bardot, Búzios nunca mais foi vista com os mesmos olhos. Os interessados em investir na cidade como um todo começaram a aparecer. 

E, como a casa onde a atriz ficou estava localizada de frente à Rua das Pedras, o maior desenvolvimento da cidade aconteceu ao redor dessa rua. 

As ruas paralelas e transversais seguem o mesmo clima, o que torna possível encontrar muitas outras lojas e comércios por lá. Para quem gosta de pechinchar preços, vale dar uma boa caminhada para conhecer outros pontos da região e consumir preços mais acessíveis.

Os principais bares, baladas, comércios e investimentos estão localizados na Rua das Pedras. Além disso, patrimônios históricos como a Colônia dos Pescadores, que mantém viva a origem de Búzios desde a época onde o principal atrativo eram os serviços de pesca.

Encante-se com cada atrativo da Rua das Pedras

Como vimos, não é à toa que a Rua das Pedras é um dos principais atrativos de Búzios, RJ. Rica em parte cultural, histórica e comercial, os turistas que vão até à cidade não podem perder esse passeio de maneira nenhuma. 

Portanto, garanta já o seu pacote para Búzios com a Fully Viagens e encante-se por cada pedacinho de uma das ruas mais famosas do Rio de Janeiro.

Quem já viajou ou sonha ir a Capitólio, MG, com certeza já tem o Canyons de Furnas em seu check list, correto?!

Ah, o Mar de Minas Gerais… As águas doces de um lugar repleto de natureza, paisagem exuberante e paz para mergulhos revigorantes. Assim é o Mirante de Canyons!

Mas o que é preciso saber antes de subir ao topo? Afinal, ir à pequena cidade mineira e não tirar a clássica foto nos montes chega a ser um absurdo! 😱

Pode ficar tranquilo: a Fully Viagens separou dicas para subir ao Canyons de Furnas e tudo mais que você precisa saber sobre esse passeio. Vamos conferir?!

Uma trilha rápida e fácil para o Canyons de Furnas

Quando vemos as fotos do topo do Mirante, logo pensamos que deve dar um baita trabalho subir até lá, né?! Mas é aí que a gente se engana!

Pela rodovia MG-050, no sentido Passos, há um pequeno trajeto de 20 km (que fazemos de traslado) e logo avistamos o local.

Em uma trilha fácil e rápida – coisa de 5 minutinhos – chegamos ao topo! Ainda assim, em todo o percurso temos um guia turístico pronto para nos auxiliar.

Agora que estamos diante à uma das mais belas paisagens do estado de Minas Gerais, o segredo é curtir e tirar várias fotos para registrar o momento! <3

A Cachoeira da Diquadinha

Que tal aproveitar para tomar um banho de cachoeira após admirar o Mirante de Canyons? Praticamente do outro lado da rodovia está localizada a Cachoeira da Diquadinha

Com um trajeto bem curtinho, logo você poderá se deliciar com a paisagem de uma cachoeira pequena e calma! 

O que levar ao Mirante de Canyons?

Canyons de Furnas Capitólio

Apesar de ser um trajeto rápido e fácil, algumas dicas são importantes para seguir!

  1. Leve o essencial: evite mochilas pesadas e leve apenas o necessário. Afinal, você não vai querer nada atrapalhando esse momento de conexão com a natureza.
  2. Use protetor solar e repelente: independente da estação, protetor solar e repelente são itens indispensáveis para qualquer passeio em meio à natureza.
  3. Fique atento próximo à beira: no Mirante não há barreiras de proteção em suas beiradas. Por isso, siga as orientações do guia e mantenha a atenção ao caminhar e se aproximar das beiras.
  4. Cuide do seu lixo: caso queira levar garrafinha d’água e algum tipo de comida, lembre-se de guardar o lixo para descartar em seu devido lugar. A natureza conta com a nossa preservação, ok?!

A Fully leva você ao Canyons de Furnas

Agora que você já sabe como é tranquilo subir até o Mirante de Canyons, corre para o site da Fully e garanta seu pacote para Capitólio. Confira nossas próximas datas de saídas e escolha a sua!

E se você já foi alguma vez até esse paraíso mineiro, que tal compartilhar as fotos com a gente aqui nos comentário? 

#VemComAFully

Se você quer viver uma experiência única a menos de 200 km de distância, uma excursão para Campos do Jordão é a solução.

Nós já apresentamos todas as curiosidades encantadoras de Campos e você com certeza já se apaixonou pela cidade, não é mesmo?!

Hoje nós vamos te mostrar o porque você deve aproveitar o final de semana em Campos do Jordão. Vamos conferir?

Coisas para fazer em Campos do Jordão

Campos do Jordão é uma linda cidade recheada de pontos turísticos. Logo, quando fazemos uma viagem bate e volta para lá, curtir de verdade a cidade pode ser um passeio um pouquinho corrido.

Listamos as principais coisas para fazer em Campos do Jordão em um final de semana para aproveitar tudo o que temos direito. Olha só:

A vida noturna para todos os públicos

Muitas vezes Campos do Jordão foi taxada como uma cidade extremamente romântica, perfeita para casais.

E realmente é, pois possui inúmeras paisagens que lembram as cidadezinhas europeias, cheias de charme e fofura.

No entanto, a vida noturna de Campos é para todos os públicos. No Capivari, bairro central da cidade, as opções variam e atendem aos mais diversos gostos.

O local conta com diversos barzinhos e restaurantes. Esse acaba sendo o passeio preferido de quem vai a Campos: aproveitar a noite com um belo vinho ou degustando um fondue em meio aos demais visitantes.

Curtir o verdadeiro friozinho de Campos

Campos do Jordão é famosa pelo frio atípico presente em todas as épocas do ano. A cidade, por possuir uma altitude de 1628 metros, apresenta baixas temperaturas. No entanto, esse frio acontece com mais intensidade à noite — principalmente quando não estamos no verdadeiro inverno.

Portanto, quando passamos o final de semana lá, temos a chance de sentir o verdadeiro frio em Campos do Jordão.

Fábricas de chocolate: as delícias de Campos

Outra característica marcante de Campos do Jordão são as fábricas de chocolate. A precinhos incríveis, as variedades lá existentes permitem voltarmos com as malas literalmente recheadas de doces.

Para isso, é legal reservar um tempinho que seja suficiente para visitar todas as opções — Loja da Spinassi, Araucária e Cacau Show são alguns dos destaques incríveis.

Teleférico do Morro do Elefante

Por fim, temos o teleférico do Morro do Elefante. Nós já falamos um pouquinho sobre esse lugar incrível em nossas “Dicas para aproveitar Campos do Jordão”, porém ele merece destaque.

A visão incrível do lugar é parada obrigatória e inesquecível de cada visitante da cidade. Portanto, reserve um tempinho para esse passeio também.

Final de semana em Campos do Jordão com a Fully Viagens

A Suíça Brasileira pede uma ida com tranquilidade para conhecer cada lugarzinho incrível que ela nos reserva.

Portanto, um pacote para Campos do Jordão no final de semana é a melhor forma de conhecer tudo de lindo dessa charmosa cidade.